Habilitações

1) Acupuntura

Biomédicos acupunturistas realizam atendimento em consultório voltado à atividade e procedimentos de acupuntura tradicional e moderna, realizar e aplicar o diagnóstico energético (complementar ao diagnóstico clínico nosológico), aplicam procedimentos técnicos para promoção do equilíbrio energético – orgânico, coordenam e exercer atividades ligadas à docência e pesquisa.

2) Análises Ambientais

O biomédico habilitado em análises ambientais está capacitado a realizar análises físico-químicas e microbiológicas para o saneamento do meio ambiente. Este profissional também pode assumir responsabilidade técnica pelo tratamento de água e de efluentes, participar de perícias e consultorias, emitir relatórios e laudos técnicos, assinando-os.

3) Análises Bromatológicas

Profissionais com esta habilitação realizam análises para aferição de qualidade dos alimentos, consultorias, perícias e emissão de laudos técnicos. Estes biomédicos estão aptos, também, a assumirem a responsabilidade técnica de empresas do ramo alimentício.

4) Auditoria

O profissional habilitado em auditoria está apto a atuar no controle da gestão dos sistemas de saúde, para verificar sua conformidade com os padrões estabelecidos ou detectar situações que exijam maior aprofundamento; avaliação da estrutura dos processos aplicados e dos resultados alcançados, para aferir sua adequação aos critérios e parâmetros exigidos de eficiência, eficácia e efetividade. O campo de trabalho está diretamente ligado aos processos de certificação e acreditação para laboratórios de análises clínicas, indústrias e hospitais.
O profissional também está habilitado a executar auditorias de contas hospitalares.

5) Banco de Sangue

Biomédicos com habilitação em banco de sangue podem assessorar e executar trabalhos específicos e relacionados ao processamento semi-industrial e industrial do sangue e correlatos. Estes profissionais estão capacitados a executar procedimentos técnicos de banco de sangue, transfusão, infusão de sangue, hemocomponentes e hemoderivados, além de realizar análises hematológicas pré e pós-transfusionais.

A responsabilidade técnica é exclusiva de médico especialista em hemoterapia ou hematologia.

6) Biologia Molecular

O biomédico habilitado em biologia molecular está apto para realizar coleta de material e análise de sua composição molecular. Além disto, este profissional está capacitado para desenvolver perícia, emitir e assinar laudos e elaborar pareceres técnicos.

7) Biomedicina Estética

A Biomedicina Estética utiliza métodos e técnicas invasivas não-cirúrgicas (minimamente invasivas). O biomédico esteta aplica as técnicas para as disfunções estéticas corporais, faciais e envelhecimento fisiológico relacionados à derme e seus anexos, tecido adiposo e metabolismo. A Biomedicina Estética cuida da saúde, bem-estar e beleza do paciente, levando os melhores recursos da saúde relacionados ao seu amplo conhecimento para recuperação dos tecidos e do organismo como um todo.

A atuação do Biomédico em Biomedicina Estética deve estar em consonância com sua capacitação profissional e legislação vigente do Conselho Federal de Biomedicina (CFBM) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

8) Bioquímica

A habilitação em Bioquímica permite a realização de análises biológicas e químicas de organismos vivos, principalmente para auxiliar pesquisas em biotecnologia (produção de enzimas e desenvolvimento de biocombustíveis).

9) Citologia Oncótica

Esta habilitação possibilita a realização de colheita de material cérvico-vaginal (exceto realizar coleta de material através da técnica de Punção Biópsia Aspirativa por Agulha Fina – PAAF) e análise das amostras; análise de material celular resultante de PAAF; análise de amostras de produto de raspados, escovados, aspirados de qualquer tecido ou área do corpo humano, por meio de métodos, marcações e colorações padronizadas. O profissional pode emitir e assinar laudos e assumir responsabilidade técnica. Este biomédico é capacitado também para assumir gestão e coordenação em programas de controle de qualidade interno e externo, em serviços públicos e privados, bem como atuar em programas públicos de prevenção de doenças e de diagnóstico citológico.

10) Docência e pesquisa (Biofísica, Virologia, Fisiologia, Histologia Humana, Patologia, Embriologia, Psicobiologia)

O Biomédico com habilitação em docência e pesquisa poderá exercer a docência em instituições de ensino em disciplinas na qual o mesmo tenha sido capacitado. O Biomédico também poderá ser responsável por pesquisas na área na qual o mesmo for habilitado e em pesquisa clínica em hospitais e em instituições de ensino.

As habilitações em pesquisa são: Biofísica, Virologia, Fisiologia, Psicobiologia, Embriologia, Histologia Humana e Patologia.

11) Farmacologia

A habilitação em Farmacologia, permite que o profissional Biomédico realize estudos sobre os efeitos dos fármacos no organismo humano e suas interações com outras substâncias a partir do estudo de suas propriedades físicas, químicas e bioquímicas para o desenvolvimento de novos medicamentos.

12) Fisiologia do Esporte e da Prática do Exercício Físico

O fisiologista esportivo e da prática do exercício físico, pode atuar diretamente com o cliente ou como parte da comissão técnica de equipes e na indústria, oferecendo a retaguarda científica nas áreas das ciências do esporte, baseada na monitorização de indicadores fisiológicos e bioquímicos do desempenho no exercício. O profissional biomédico habilitado atuará fornecendo informações para o trabalho dos demais membros da equipe multidisciplinar (profissional de educação física, nutricionista, fisioterapeuta e médico) visando potencializar o resultado das estratégicas de nutrição, treinamento e recuperação.

Ao profissional biomédico fisiologista do esporte e da prática do exercício físico é facultado realizar em caráter científico de retaguarda para a ciência do esporte, seja para o profissional de educação física, nutricionista, fisioterapeuta e para o médico, trazendo as informações da ciência esportiva para aplicar na prática.

13) Genética

Biomédicos com habilitação em genética podem realizar procedimentos para a identificação de fragmentos de DNA, utilizando-se, para isto, de técnicas de citogenética, como culturas celulares, preparações e análises citológicas. O Biomédico Geneticista pode emitir e assinar laudos, realizar consultorias na área, atuar como aconselhador genético e atuar em pesquisa genética.

14) Gestão das Tecnologias em Saúde

O profissional que optar por esse campo de atuação será responsável técnico pela elaboração e implantação do plano de gerenciamento das tecnologias utilizadas na prestação de serviços de saúde.

15) Hematologia

O profissional habilitado em Hematologia realiza as análises hematológicas pré e pós-transfusionais, análises para o diagnóstico clínico e desenvolvimento de pesquisas.

16) Histotecnologia Clínica

O profissional habilitado em Histotecnologia Clínica estará apto a processar amostras histológicas (fragmento de tecido humano produto de biópsia) para análise macroscópica, imunohistoquímica, citoquímica e molecular, firmando os respectivos laudos. Este profissional também pode realizar técnicas auxiliares de necropsia e análises forenses, sob supervisão de profissional médico devidamente habilitado; e atuar na gestão administrativa, no controle de qualidade interno e externo de laboratórios histotecnológicos e congêneres públicos e privados.

17) Imagenologia

Biomédicos habilitados em Imagenologia podem realizar exames de imagem com as mais diferentes técnicas, como tomografia computadorizada (TC), ressonância magnética (RM), medicina nuclear (MN), radioterapia (RT), ultrassonografia (USG) e radiologia médica, excluída a interpretação e emissão de laudos. Além disso, atuar no campo da informática médica, exercendo atividades no produto final dos exames, seja o conteúdo de dados ou armazenamento das imagens adquiridas. Os sistemas HIS (Hospital Information System), RIS (Radiology Information System) e PACS (Picture Archiving in Communication System) estão sendo implantados nos centros de diagnósticos e necessitam de profissionais Biomédicos para atuar neste segmento. No que se refere à tomografia computadorizada e à ressonância magnética, as áreas mais significativas são:

– Operação de equipamentos;
– Desenvolvimento de protocolos de estudo;
– Desenvolvimento de novas técnicas;
– Coordenação de grupos de colaboradores, administração e gestão de conteúdo e contingente dos setores;
– Aplicação de produtos para clientes;
– Informática Médica;
– Indústria de equipamentos e serviços.

18) Imunologia

Esta habilitação permite que o profissional Biomédico realize as análises do sistema de defesa do organismo humano (leucócitos) visando a identificação e classificação dos agentes patológicos para estudo, desenvolvimento e aperfeiçoamento de vacinas.

19) Informática de Saúde

A Saúde é uma das áreas onde há maior necessidade de informação para a tomada de decisões. A Informática Biomédica é o campo científico que lida com recursos, dispositivos e métodos para otimizar o armazenamento, recuperação e gerenciamento de informações biomédicas. O crescimento da informática como uma disciplina deve-se, em grande parte, aos avanços nas tecnologias de computação e comunicação, à crescente convicção de que o conhecimento médico e as informações sobre os pacientes não podem ser gerenciadas por métodos tradicionais baseados em papel, e devido à certeza de que os processos de acesso ao conhecimento e tomada de decisão desempenham papel central na medicina moderna.

O profissional biomédico está apto a atuar nos segmentos dos Sistemas de Informação em Saúde, Prontuário Eletrônico do Paciente, Telemedicina, Sistemas de Apoio à Decisão, Processamento de Sinais Biológicos, Processamento de Imagens Médicas, Internet em Saúde, Padronização da Informação em Saúde.

20) Microbiologia

Esta habilitação visa a identificação de microrganismos (bactérias, fungos, vírus e parasitas) para o diagnóstico clínico e desenvolvimento de pesquisas.

21) Microbiologia dos Alimentos

Biomédicos com esta habilitação estão aptos a realizar análises microbiológicas para a indústria alimentícia, restaurantes, cozinhas industriais. Estes profissionais podem coletar materiais, apontar focos de microrganismos patogênicos e má-conservação de alimentos. O profissional Biomédico legalmente habilitado nesta área pode assumir as atividades de responsabilidade técnica, realizar relatórios técnicos, perícias, consultorias e assinar os laudos.

22) Monitoramento Neurofisológico Transoperatório

É atribuição dos Profissionais Biomédicos, atuar sob supervisão médica no Monitoramento Neurofisiológico Transoperatório, operando equipamentos específicos para a atividade e utilizando métodos eletrofisiológicos como eletroencefalografia (EEG), eletromiografia (EMG) e potenciais evocados para monitorar a integridade de estruturas neurais específicas durante as cirurgias.

23) Parasitologia

A habilitação em Parasitologia permite ao profissional o desenvolvimento de pesquisas, a identificação de parasitas para o diagnóstico clínico e fornece auxílio nos programas governamentais de saneamento para erradicação de doenças e educação sanitária.

24) Patologia Clínica (Análises Clínicas)

O profissional habilitado em análises clínicas tem competência para coletar amostras e realizar todos os tipos de exames de Análises Clínicas, como os processamentos de sangue, análises pré e pós-transfusionais, bem como a análise dos demais fluidos corporais, emitir e assinar os respectivos laudos. Além disso, estes profissionais podem assumir responsabilidade técnica por laboratórios de análises clínicas e estabelecimentos afins. As principais áreas de competência do analista clínico são: Parasitologia, Microbiologia, Bioquímica, Imunologia, Hematologia.

25) Perfusão Extracorpórea

O apoio às cirurgias cardíacas também pode ser realizada por biomédicos especialistas em circulação extracorpórea (CEC), quando o coração precisa parar de bater e o sangue do paciente é desviado para um aparelho que substitui este órgão durante a cirurgia. Assim, o Perfusionista (como é chamado o profissional da CEC), realiza o procedimento e monitora seus parâmetros, tais como a oxigenação, temperatura, pressão arterial, volemia e a coagulação sanguínea.

O biomédico para atuar nesta área deve possuir título de especialista em Circulação Extracorpórea emitido pela Sociedade Brasileira de Circulação Extracorpórea e estar habilitado pelo CRBM.

26) Radiologia

Biomédicos habilitados em Radiologia podem realizar exames de imagem com as mais diferentes técnicas, como tomografia computadorizada (TC), ressonância magnética (RM), medicina nuclear (MN), radioterapia (RT), ultrassonografia (USG) e radiologia médica, excluída a interpretação e emissão de laudos. Além disso, atuar no campo da informática médica, exercendo atividades no produto final dos exames, seja o conteúdo de dados ou armazenamento das imagens adquiridas. Os sistemas HIS (Hospital Information System), RIS (Radiology Information System) e PACS (Picture Archiving in Communication System) estão sendo implantados nos centros de diagnósticos e necessitam de profissionais Biomédicos para atuar neste segmento. No que se refere à tomografia computadorizada e à ressonância magnética, as áreas mais significativas são:

– Operação de equipamentos;
– Desenvolvimento de protocolos de estudo;
– Desenvolvimento de novas técnicas;
– Coordenação de grupos de colaboradores, administração e gestão de conteúdo e contingente dos setores;
– Aplicação de produtos para clientes;
– Informática Médica;
– Indústria de equipamentos e serviços.

Os sistemas HIS (Hospital Information System), RIS (Radiology Information System) e PACS (Picture Archiving in Communication System) estão sendo implantados nos centros de diagnósticos e necessitam de profissionais Biomédicos para atuar neste seguimento.

27) Reprodução Humana

Esta habilitação permite ao profissional a realização de análises de identificação e classificação oocitária, processamento seminal, espermograma, criopreservação seminal, classificação embrionária, criopreservação embrionária, biópsia embrionária e Hatching, entre outras técnicas que permitam a reprodução assistida. O biomédico habilitado em reprodução humana também pode atuar na área de embriologia, em banco de sêmen, e efetuar a manipulação de gametas e pré-embriões, além de assinar laudos e assumir a responsabilidade técnica do laboratório.

28) Sanitarista

O Profissional habilitado está apto para atuar nas mesmas áreas da Saúde Pública, com ênfase nos departamentos de Vigilância Sanitária, Epidemiologia e Zoonoses.

É a habilitação que melhor capacita o profissional a desenvolver, implementar e gerenciar os “Planos de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde” (PGRSS). Os profissionais estão aptos a aplicar conhecimentos com o objetivo de organizar sistemas e serviços de saúde, atuar em fatores condicionantes e determinantes do processo saúde-doença controlando a incidência de doenças nas populações através de ações de vigilância e intervenções governamentais.

29) Saúde Pública

O objeto de investigação e práticas da Saúde Coletiva compreende as seguintes dimensões: o estado de saúde da população ou condições de saúde de grupos populacionais específicos e tendências gerais do ponto de vista epidemiológico, demográfico, sócio-econômico e cultural; os serviços de saúde, enquanto instituições de diferentes níveis de complexidade (do posto de saúde ao hospital especializado), abrangendo o estudo do processo de trabalho em saúde, a formulação e implementação de políticas de saúde, bem como a avaliação de planos, programas e tecnologias utilizadas na atenção à saúde; o saber sobre a saúde, incluindo investigações históricas, sociológicas, antropológicas e epistemológicas sobre a produção de conhecimentos nesse campo e sobre as relações entre o saber “científico” e as concepções e práticas populares de saúde, influenciadas pelas tradições, crenças e cultura de modo geral.

O Profissional habilitado está apto para atuar na identificação, elaboração e implantação de projetos e programas que promovam o equilíbrio da saúde e bem estar da população em geral.

30) Toxicologia

O profissional habilitado está apto a atuar nas áreas Forense, Ambiental, Analítica, Ocupacional e Experimental, as quais têm como objeto de estudo os efeitos adversos das substâncias químicas sobre os organismos. Apresenta como principais atividades a quantificação dos agentes toxicantes em diversas matrizes, sendo estas biológicas (sangue, urina, cabelo, saliva, vísceras, etc.) ou não (água, ar, solo).